sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O Leão



O Leão

Eu sou um leão
Com a cabeça entregue
Numa bandeja de lata
Pelos caçadores do dia

Sabe.....Talvez
O que cansa não é perecer
É reviver e tornar a fenecer
................Indefinidamente

Quantas mortes
Serão precisas
Para me morrer?
Não sei, não sei

Copirraiti15Fev2013
Véio China©

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. São necessárias muitas mortes de nós mesmos, ou talvez, nenhuma...

    ResponderExcluir