domingo, 22 de dezembro de 2013

Naufrágio

Estive em teus olhos castanhos

Ali onde brotam as lágrimas
E me vi num olhar tão bonito
Desaguando dores tão vastas

Enquanto eu

Inexoravelmente imune
Naufragado de tuas feridas castas
Não me afoguei

Copirraiti20Dez2013
Véio China©

Um comentário:

  1. Lindo Véio, sempre tão sensível na poesia! Beijo de fã inconteste.

    ResponderExcluir